Raio-X dos cartéis de drogas no México

NarcoData é um projeto do Animal Político e do Poderopedia que procura identificar os principais atores do crime organizado no México nos últimos 40 anos. O conteúdo será publicado em capítulos. No primeiro, Sete presidentes, poucos resultados: 40 anos de expansão do crime organizado, uma linha do tempo ajuda a perceber como os cartéis de drogas evoluíram nas últimas décadas. A visualização é acompanhada por um vídeo que contextualiza os dados.

Linha do tempo dos cartéis

O segundo capítulo, Com Peña Nieto, ‘El Chapo’ e Jalisco Nueva Generación dominam o comércio das drogas foca na inoperância do atual presidente mexicano Peña Nieto perante a expansão dos novos cartéis. Não há visualização interativa, mas tudo indica que elas estarão de volta nos cinco capítulos que ainda faltam.

Próximamente

Deputados federais eleitos pelo Ceará gastaram em média 9 vezes mais do que não eleitos

Os 22 representantes do Ceará na Câmara Federal gastaram juntos R$ 22,2 milhões nas Eleições 2014, cerca de R$ 7,45 por voto. Os candidatos derrotados gastaram, ao todo, R$ 12 milhões. Os eleitos gastaram, em média, 9 vezes mais que os não eleitos. Ainda assim, 4 candidatos não eleitos tiveram despesas superiores a R$ 1 milhão: Inácio Arruda (PCdoB), Paulo Henrique Lustosa (PP), Mauro Benevides (PMDB) e Eugênio Rabelo (PP).

Entre os eleitos, Danilo Forte (PMDB) foi o que teve mais despesas, R$ 2,4 milhões; Cabo Sabino (PR) foi o que menos gastou, R$ 122 mil. Veja a lista completa:

Gastos de campanha dos deputados federais eleitos no Ceará

Entre os eleitos, Balman (PROS) foi o deputado que teve o custo do voto mais alto, gastou R$ 25,93 por voto. Na outra ponta, novamente o Cabo Sabino, com o custo de R$ 1,01 por voto.

Custo do voto entre os deputados federais eleitos no Ceará

Entre os candidatos não eleitos, Inácio Arruda (PCdoB) foi o que teve a campanha mais cara: R$ 1,9 milhão. Sandra Nogueira (PP), por sua vez, gastou R$ 74,96 por voto, o valor mais alto entre os candidatos a deputado federal. Clique na imagem para visualizar a lista completa.

Candidatos não eleitos

Em valores brutos, os candidatos do PROS foram os que tiveram mais despesas. O partido teve 9 candidatos. O PC do B, que aparece em 3º na lista, teve 3 candidatos para deputado federal.

Despesas dos deputados fedeiras nas Eleições 2014 por partido

De acordo com o TSE, 19 candidatos apresentaram a prestação de contas sem lançamentos de despesas e outros 34 não entregaram a prestação de contas à Justiça Eleitoral. Clique na imagem para visualizar a lista completa.

53 candidatos não apresentaram os gastos da campanha

A incrível jornada partidária de Ciro Gomes

http://embed.verite.co/timeline/?source=0ArBOGTKXFiJWdDgzYXYtekd4eFE5alpIQmp1azhucXc&font=PlayfairDisplay-Muli&maptype=toner&lang=pt-br&height=650

Ciro Gomes decidiu que o seu novo partido será o Partido Republicano da Ordem Social (Pros). Em 2013, Ciro Gomes completa 31 anos de vida pública. A data marca a 5ª mudança de partido do político. Acima um resumo da epopeia partidária de Ciro. Abaixo, uma entrevista de 2011 onde ele fala sobre o périplo pelos partidos brasileiros:

http://player.mais.uol.com.br/embed_v2.swf?mediaId=12283886&p=related