Ceará tem a maior queda na mortalidade infantil do Brasil, aponta IBGE

A mortalidade infantil no Ceará caiu de 111,5 por mil nascidos vivos, em 1980, para 19,7 por mil, em 2010, o que representa queda de 82,33%. Esse número representa a maior queda na mortalidade infantil entre todas as Unidades da Federação, de acordo com os dados do Tábuas de Mortalidade 2010, divulgado nesta sexta-feira (2) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A queda cearense é superior à média nacional, de 75,8%. Não há dados referentes ao Tocantins.

http://s3.datawrapper.de/BY4iM/

Em 3 décadas, Ceará tem a 5ª maior alta na expectativa de vida entre as UF; CE tem a 3ª melhor expectativa de vida do Norte-Nordeste

A expectativa de vida no Ceará aumentou de 58,96 anos, em 1980, para 72,4 anos, em 2010, um acréscimo de 13,44 anos. Esse é o quinto maior crescimento na expectativa de vida entre as 27 Unidades da Federação, de acordo com os dados do Tábuas de Mortalidade 2010, divulgado nesta sexta-feira (2) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na frente do Ceará, 4 outros estados do Nordeste: Rio Grande do Norte, Pernambuco, Paraíba, Alagoas, respectivamente. Não há dados referentes ao Tocantins.

http://s3.datawrapper.de/8p4rm/

De acordo com a Tábuas de Mortalidade 2010, o Ceará tem a terceira melhor expectativa de vida do Norte-Nordeste.

http://s3.datawrapper.de/bDjCz/

Em 30 anos, a expectativa de vida entre as mulheres cresceu 14,38 anos, enquanto entre os homens a subida foi de 12,48.

http://s3.datawrapper.de/CdsZd/

Ceará tem o melhor IDH Educação do Nordeste

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) divulgou nesta segunda-feira (29) o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) das cidades brasileiras (veja o IDH de todos os municípios do Ceará). O IDHM vai de 0 a 1: quanto mais próximo de zero, pior o desenvolvimento humano; quanto mais próximo de um, melhor. A seguir os resultados do Ceará em Educação, Renda, Longevidade e o IDHM geral, que leva em consideração as categorias anteriores. O Pnud classifica como “muito alto desenvolvimento humano” índices entre 0,8 e 1.

Nenhum estado brasileiro foi classificado com IDH “muito baixo” (0 a 0,499) ou “baixo” (0,5 a 0,599). Os estados com cores amarelas tiveram avaliação “média”; os verdes, “alta”.

http://s3.datawrapper.de/BcqZ0/

A renda média mensal por pessoa, o IDH Renda, do Ceará é o quinto pior do país, R$ 460,63. Distrito Federal possui a melhor: R$ 1715,11; Maranhão, a pior: R$ 360,34. Os valores são de 2010.

http://s3.datawrapper.de/7VIff/

Com índice 0,793, o Ceará tem seu o melhor desempenho no IDH no quesito Longevidade.

http://s3.datawrapper.de/TZgPf/

O IDH Educação é, de longe, onde as unidades da federação vão pior. Ninguém atingiu 0,8 (“muito alto”) e 12 UF tiveram um IDH considerado “baixo”. O Ceará obteve o melhor resultado entre os estados do Nordeste e foi o único a superar a marca de 0,6 (“médio”).

http://s3.datawrapper.de/9DYLS/