Fortaleza tem a pior evolução no IDHM entre todos os municípios cearenses

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) divulgou na segunda-feira (29) o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) das cidades brasileiras. O IDHM vai de 0 a 1: quanto mais próximo de zero, pior o desenvolvimento humano; quanto mais próximo de um, melhor. O Pnud classifica como “muito alto desenvolvimento humano” índices entre 0,8 e 1. A seguir a classificação com as maiores (e as menores) evoluções entre os municípios do Ceará em Educação, Renda, Longevidade e o IDHM geral, que leva em consideração as categorias anteriores.

Dona do melhor IDHM do estado, Fortaleza viu a diferença para os demais municípios do Ceará cair consideravelmente nos últimos 20 anos. A capital do estado teve a pior evolução no IDHM, crescendo 38%, de 0,546 para 0,754. Em 1991, Fortaleza tinha o único IDHM considerado “baixo” (0,5 a 0,599), todos os demais 183 municípios eram classificados como “muito baixo” (0 a 0,499). Em 2010, todavia, quatro cidades figuravam na categoria IDHM “alto” (0,7 a 0,799): Fortaleza, Sobral, Crato e Eusébio. 131 cidades possuem IDHM considerado “médio” e 49, “baixo”. Nenhum município cearense fica na faixa do “muito baixo”.

http://s3.datawrapper.de/B3ZQq/

http://s3.datawrapper.de/KiXzi/

http://s3.datawrapper.de/EuT1s/

Graça obteve o maior crescimento nesses 20 anos, fulgurosos 282%, saltando da última colocação para a 176ª. Ou seja, agora Graça tem o nono pior IDHM do Ceará. Um dos municípios que conseguiu subir mais colocações no IDHM foi Jijoca de Jericoacoara, da 181ª para a 23ª posição.

http://s3.datawrapper.de/RjxZG/

Fortaleza também aparece na última colocação entre os 184 municípios cearenses no IDHM Educação. A variação de IDHM foi de 89%. Ipaporanga foi a cidade que mais evoluiu, 2711%.

http://s3.datawrapper.de/cRDou/

Fortaleza se recupera no IDHM Renda e sobe para a penúltima posição, com evolução de 15%. Pacujá fica na lanterna com 4%. Entre 1991 e 2010, Tarrafas registrou um crescimento de 91% na renda média mensal por pessoa.

http://s3.datawrapper.de/Qvsn1/

Mas é no IDHM Longevidade que Fortaleza sai da rabeira. A capital aparece na 166ª colocação, com evolução de 20%. Umari registrou o maior crescimento no quesito esperança de vida ao nascer: 54%.

http://s3.datawrapper.de/9uOlF/

Ceará tem o melhor IDH Educação do Nordeste

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) divulgou nesta segunda-feira (29) o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) das cidades brasileiras (veja o IDH de todos os municípios do Ceará). O IDHM vai de 0 a 1: quanto mais próximo de zero, pior o desenvolvimento humano; quanto mais próximo de um, melhor. A seguir os resultados do Ceará em Educação, Renda, Longevidade e o IDHM geral, que leva em consideração as categorias anteriores. O Pnud classifica como “muito alto desenvolvimento humano” índices entre 0,8 e 1.

Nenhum estado brasileiro foi classificado com IDH “muito baixo” (0 a 0,499) ou “baixo” (0,5 a 0,599). Os estados com cores amarelas tiveram avaliação “média”; os verdes, “alta”.

http://s3.datawrapper.de/BcqZ0/

A renda média mensal por pessoa, o IDH Renda, do Ceará é o quinto pior do país, R$ 460,63. Distrito Federal possui a melhor: R$ 1715,11; Maranhão, a pior: R$ 360,34. Os valores são de 2010.

http://s3.datawrapper.de/7VIff/

Com índice 0,793, o Ceará tem seu o melhor desempenho no IDH no quesito Longevidade.

http://s3.datawrapper.de/TZgPf/

O IDH Educação é, de longe, onde as unidades da federação vão pior. Ninguém atingiu 0,8 (“muito alto”) e 12 UF tiveram um IDH considerado “baixo”. O Ceará obteve o melhor resultado entre os estados do Nordeste e foi o único a superar a marca de 0,6 (“médio”).

http://s3.datawrapper.de/9DYLS/

IDH 2010 de todos os municípios do Ceará

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) divulgou nesta segunda-feira (29) o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) das cidades brasileiras. O IDHM vai de 0 a 1: quanto mais próximo de zero, pior o desenvolvimento humano; quanto mais próximo de um, melhor. A seguir a classificação dos 184 municípios do Ceará em Educação, Renda, Longevidade e o IDHM geral, que leva em consideração as categorias anteriores. O Pnud classifica como “muito alto desenvolvimento humano” índices entre 0,8 e 1.

Fortaleza, Sobral, Crato, Eusébio e Juazeiro do Norte possuem, respectivamente, os melhores IDH do estado. Salitre, Granja, Potengi, Itatira e Araripe, os piores.

Nenhum município cearense atingiu a marca de 0,8 no IDHM 2010.

Fortaleza também aparece na primeira colocação no IDHM Educação. Não devemos comparar estudos, mas vale lembrar que 2012, Fortaleza ficou na penúltima colocação no Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica (Spaece Alfa). O Spaece Alfa verifica a qualidade do ensino nos municípios cearenses ao avaliar alunos do 2º e do 5º ano do ensino fundamental. A metodologia para calcular o IDHM leva em consideração alunos na escola, alunos nos anos finais do fundamental, pessoas com fundamental completo e com médio completo.

Fortaleza tem o melhor resultado do estado no IDHM Educação

A expectativa de vida é considerada “muito alta” em oito municípios cearenses: Sobral, Fortaleza, Crato, Barbalha, Juazeiro do Norte, Caucaia, Iguatu e Limoeiro do Norte.

IDHM Longevidade: Esperança de vida ao nascer é maior em Sobral

Fortaleza, Eusébio, Crato, Sobral e Juazeiro do Norte possuem as melhores renda per capita. Choró, Moraújo, Gtanja, Salitre e Croatá, as piores.

Fortaleza tem a melhor renda per capita do Ceará; Choró, a pior