IDH 2010 de todos os municípios do Ceará

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) divulgou nesta segunda-feira (29) o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) das cidades brasileiras. O IDHM vai de 0 a 1: quanto mais próximo de zero, pior o desenvolvimento humano; quanto mais próximo de um, melhor. A seguir a classificação dos 184 municípios do Ceará em Educação, Renda, Longevidade e o IDHM geral, que leva em consideração as categorias anteriores. O Pnud classifica como “muito alto desenvolvimento humano” índices entre 0,8 e 1.

Fortaleza, Sobral, Crato, Eusébio e Juazeiro do Norte possuem, respectivamente, os melhores IDH do estado. Salitre, Granja, Potengi, Itatira e Araripe, os piores.

Nenhum município cearense atingiu a marca de 0,8 no IDHM 2010.

Fortaleza também aparece na primeira colocação no IDHM Educação. Não devemos comparar estudos, mas vale lembrar que 2012, Fortaleza ficou na penúltima colocação no Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica (Spaece Alfa). O Spaece Alfa verifica a qualidade do ensino nos municípios cearenses ao avaliar alunos do 2º e do 5º ano do ensino fundamental. A metodologia para calcular o IDHM leva em consideração alunos na escola, alunos nos anos finais do fundamental, pessoas com fundamental completo e com médio completo.

Fortaleza tem o melhor resultado do estado no IDHM Educação

A expectativa de vida é considerada “muito alta” em oito municípios cearenses: Sobral, Fortaleza, Crato, Barbalha, Juazeiro do Norte, Caucaia, Iguatu e Limoeiro do Norte.

IDHM Longevidade: Esperança de vida ao nascer é maior em Sobral

Fortaleza, Eusébio, Crato, Sobral e Juazeiro do Norte possuem as melhores renda per capita. Choró, Moraújo, Gtanja, Salitre e Croatá, as piores.

Fortaleza tem a melhor renda per capita do Ceará; Choró, a pior

Ceará tem 9 municípios entre os 200 mais violentos do Brasil

Semana passada foi divulgado o ‘Mapa da Violência 2013: Mortes Matadas por Armas de Fogo’. O estudo afirma que de cada três mortos por arma de fogo no Brasil, dois estão na faixa dos 15 a 29 anos. Para além dessa manchete, o relatório traz bastante informação.

A Folha de S. Paulo deu destaque ao fato de o Brasil ser o país com mais mortes por arma de fogo, dentre os 12 países mais populosos do mundo.

Brasil lidera ranking de mortes por arma de fogo

O Globo, por sua vez, fez um infográfico com o ranking da taxa de óbitos por arma de fogo a cada 100 mil habitantes, por UF.

taxa de óbitos por arma de fogo a cada 100 mil habitantes, por UF

A própria pesquisa traz um gráfico da taxa de óbitos, nas capitais, por arma de fogo a cada 100 mil habitantes.

Taxa de óbitos por arma de fogo, nas capitais, a cada 100 mil habitantes

O estudo enumera ainda as taxas médias entre 2008/2010 de óbitos por arma de fogo nos municípios com mais de 20.000 habitantes. Nenhum município cearense aparece entre os 100 primeiros, mas nove cidades constam entre 100-200. A partir dos dados do relatório, listei também as 11 localidades do estado com maiores taxas médias de óbitos por arma de fogo entre 2008/2010.

Ceará tem 9 municípios entre os 200 mais violentos do Brasil